Amiga

labidaAcho que perdemos a sitônia a confiança cega, que eu seguia. Eramos diferente, eramos únicas, você era minha “Cristina”, você que chegou e eu nem sei bem a hora que te vi aqui para sempre, não sei em qual momento desses 9 anos que você se tornou minha amiga, minha confidente, minha pessoa, que eu liguei quando precisei de um resgate.

Apesar de sentir que nossa sitônia se perdeu, sou daquelas que acredita que com um pouco de esforço, conseguiremos compor uma sifônia, mas hoje… hoje eu preciso reaprender quem é você. As vezes eu penso que esses dois anos em que eu estive fora e que não compartilhamos tão plenamente nossas vidas, você mudou tanto, mudou tudo e eu não gosto de algumas coisas que você mudou e eu fico pensando o que fazer? Acostumar, com o diferente, acostumar com o novo “tu”.

Saudade da menina que você era, saudade da sede que você tinha de Deus, de conhecer e crescer, saudade dos teus antigos amigos e das tuas amigas de infância. Fico pensando se eu tenho insistido em ficar enquanto sou apenas mais uma das tuas amigas que ficaram no passado.

Não sei dizer, mas sinto saudade da minha amiga, mesmo sabendo que quando estamos eu e você as coisas são iguais. Não sei o que fazer, só sei que tá meio doido, sei que vou me afastar e te dá o direito de ser quem você deseja ser e estarei aqui, quando esses forem passado, eu sei que continuarei ser presente, pois nesse 9 anos, caminhando lado a lado, não temos aberto mão de ser presentes na vida uma da outra. E eu espero que continue assim. =Dowl

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s