O dia de hoje, interlúdio de amanhã!

10253993_767793473245008_4413651945560583786_n

Sou uma pessoa meio louca, inconsequente, e que normalmente vive a vida e segue. Se algum dia alguém ler esse blog, e se perguntar porque eu dei esse nome, para esse lugar que eu coloco as coisas mais profundas e serenas.

A coruja ela pia na noite, enquanto o mundo dorme, consegue montar ninhos em terra e no ar, isso mostra o quanto ela é adaptável, ela linda, algumas pessoas olham para ela e só conseguem ver “agoro” eu vejo coragem. Eu vejo escolhas. Eu vejo paz. Ela aprecia o silêncio, ela, ela é conquistada pela comida que o pretendente oferecer, são os machos que procuram o ninho e eles dividem a educação dos filhotes, são seres maravilhosos e quando eu passo um tempo lendo sobre eles eu penso que temos bastante coisas para aprender com as corujas, eu as amo. Lembro da primeira coruja que eu vi com meus próprios olhos, era branca, linda e voava silenciosamente por sobre o cemitério, dando o seu grito. Ela silenciosamente se fez vista. Outra coruja que eu vi, foi anos depois essa estava em terra em um campo bem grande, vigiando seus filhotes. Elas estavam em liberdade, liberdade.

Esse ano é o meu ano, é meu marco zero. Decidir que vou emagrecer, vou emagrecer de verdade, preciso perder os meus 20 quilos e quero que eles não voltem, quero arrumar meus cabelos e colocar lentes.

Quero crescer, uma das minhas metas é buscar uma segunda fonte de renda e acho que encontrei uma opção. Vou começar em abril. Quero voltar a dirigir, já que tenho a droga de uma carteira e ainda falta um carro, mas vejo isso no futuro, próximo.

Vou precisar de roupas novas quando minhas medidas mudarem, mas isso deve esperar alguns meses. Vou prestando conta por aqui.

owl