Quadros DIY

Oi gente,

Mudei recentemente e estava planejando modificar dois quadros 30 x 30 que eu tinha em casa. Na verdade não gostava muito da gravura dele, mas foram dados com tanto carinho. Que ficavam pendurados em uma das minhas paredes e sempre que eu os via lembrava da pessoa linda que me presenteou.

Mas, nessa última mudança decidi reformar os quadros e para quem não sabe, trabalhei uns dois anos em uma molduraria, e aprendi umas coisinhas, mas fazia muito tempo que eu não desmontava e montava um quadro.

Mas é super simples. Você vai precisar de um estilete, mas faca de cozinha resolve, um alicate, martelo, paninho limpo, jornal, tinta spraycola e fita adesiva.

1Passo: Coloque o quadro em uma superfície lisa e forrada com um pado.

2Passo: Coloque o quadro já existente com a frente para baixo. Quando fizer isso vc verá que na parte de traz do quadro tem uma fita adesiva cor de madeira. Passe o estilete sem fazer força e você vai sentir uma parte que afunda. Passe o estilete nos quatro lados, nesse momento você irá cortar a fita e sentir onde estão os pregos.

3Passo: Tire os pregos com o alicate, (guarde esses pregos, pois vamos utilizar-los novamente) com cuidado, pois se o seu quadro tiver vidro, como o meu tinha, todo cuidado é pouco para evitar que ele quebre.

4Passo: Desmonte o quadro. Tire a madeira, que está na parte de traz do quadro, normalmente é um MDF, a gravura existente pode está colada nesse MDF ou solta. Mas isso não é relevante.

5Passo: Retire o vidro e reserve em local seguro, bem como os MDF’s

6Passo: Forre o chão com um papelão ou jornal para não fazer sujeira e pinte as molduras da cor que você achar mais adequada, eu escolhi preto, pois combinava com as gravuras e com o ambiente onde elas ficarão. Pinte uma vez toda a superfície, espere 10 minutos e dê outra demão da pintura e reserve, deixe secando por 24 horas.

7Passo: Molduras pintadas e sequinhas, hora de montar seu quadro. Pegue a cola, o MDF e a gravura da sua escolha. Passe a cola no MDF e depois coloque a sua gravura, use o paninho para retirar qualquer possível bolha.

8Passo: Com o mesmo paninho limpe os vidros

9Passo: Pegue as molduras, coloque sobre a superfície plana, sempre lembrando de forrar com um tecido, coloque primeiramente o vidro, seguido da gravura que está colada no MDF (observe se a gravura está do lado que você deseja, tendo como referencia o fixador da parede). Hora de usar os pregos que você retirou no inicio, e coloque mais ou menos no mesmo local que você retirou, nesse momento você utiliza o martelo, batidas suaves, sempre lembrando do vidro. E finaliza colocando a fita adesiva para dá o acabamento e cobrir os pregos.

Depois é só pregar na parede.

IMG_20170306_203404913
ANTES
IMG_20170307_073837584
DEPOIS

OBS: Minhas gravuras eu escolhi no Pinterest e pedi para minha prima, ajustar as medidas e imprimir em um papel grosso. Pedi para ela, pois a mesma trabalho com MKT Digital e impressões, logos, essas coisas. @studio227criando

 

 

Sem pressa

cafeAmo os finais de semana, sou do tipo que dança assim que acorda, um sambinha bom ao som de Chico Buarque, abri a geladeira e poder escolher o que vou fazer para o café da manhã, fazer cafe forte e pegar goma de tapioca colocar na frigideira e esperar a mágica acontecer, a goma ganhar liga e se unir e rápido o café da manhã tá pronto.

Sentar na mesa com café, café que as vezes, outras suco, mas sentar e comer sem pressa, sem precisar está em outro lugar. É assim que eu gosto do meu café, nem forte, nem franco, gosto do café sem pressa, gosto de ler de assistir e se tiver outras pessoas gosto de conversar, quem sabe até a hora do almoço, era assim lá em casa, nossos momentos de café da manhã eram regados de conversa, risadas, sonhos, noticias, opiniões, sorrisos, alegria, comunhão.

Acredito que por isso eu ame tanto o momento de sentar na mesa e comer, comer desarma é algo que fazemos com as pessoas que queremos bem.

Todos os meus sábados e alguns domingos são assim, felizes, aqui ou na mãe ou na casa de um dos meus irmãos é algo que aprendemos e que cada valoriza, cada um do seu jeito.

 

Morando Sozinha

Morar sozinha tem sido uma verdadeira loucura, não estou dizendo que é ruim, é totalmente o contrário de ruim é muito bom. Chegar em casa do trabalho, fazer qualquer coisa ou simplesmente fazer nada, sair com quem eu quiser, voltar se eu quiser. É tanta liberdade que chega um momento em que precisamos parar e pensar em como administrar toda essa liberdade que der repente ficou disponível.

porta

Que você pode sair todas as noites, mas que você não tem mais 17 anos, o corpo cansa e a mente tem que está descansada para trabalhar no outro dia e os olhos precisam está dispostos a abrir um pouco depois do sol nascer, então nada de dormir perto da hora de acordar, deixa esses momentos, para as sextas e sábados, na semana tenta chegar antes da meia noite. Pode ser síndrome de Cinderela, mas.. tem dado certo.

Cuidado com quem vai para a sua casa. Sei que nem todo mundo é como eu sou, sou o tipo de pessoa que chega em um ambiente e facilmente conhece todas as pessoas, mas não é por maldade, mas não sou boa em gravar nomes, as vezes algumas fisionomias. Mas, muita gente acredita que é “meu chegado” e quer chegar aqui em casa, com uma intimidade que eu não dei. Então, não convido todo mundo, só e muitas vezes os que não precisam de convite os que são de casa, não importa a casa, são de casa desde quando eu morava com a mãe.

Homens, gente é um assunto tenso, mas sendo eu uma mulher que mora sozinha, existe um ar de sexo fácil, sem nem precisar levar para jantar, ou mandar flores, chega chegando você faz o jantar e ainda é a sobremesa, só que não. Decidir que na minha casa trago os amigos e “os outros” ainda não são uma demanda que eu precise me preocupar no momento, mas que terei que criar regras para quando a demanda surgir.

Geladeira. Gente, essa parte é tensa, pois quando vou as compras tenho plena certeza que posso viver de mini pizza, sorvete, guaraná Antártica e leite com Toddy, mas não pode ser assim, tem que comprar arroz, macarrão, carne, frango, temperinhos, e assistir muitos videos e ler receitas para incentivar a cozinhar para um. Mas da certo, depois da primeira, na verdade lá pela terceira encontramos o equilíbrio do que é do dia a dia, e daquelas guloseimas para dias especiais e finais de semana.

Então, fique ciente que morar sozinha exige algumas regras, mas a diferença que são regras que você esta escolhendo, não existe ninguém te dizendo como ou o que fazer, é mais uma das suas escolhas.